Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 25 de setembro de 2016

Família Amaro reduz sua participação na Latam


A família Amaro, do Brasil, uma das principais controladoras da Latam Airlines, vendeu 6,47% do que detinha na companhia aérea para a família Cueto, acionista majoritário na empresa, pelo equivalente a US$ 296 milhões.

Por nota, o chairman do grupo Latam, Maurício Amaro, afirmou que a medida foi necessária "devido à diluição em 11% de todos os acionistas, resultante da entrada da Qatar Airlines no capital acionário do Grupo sul-americano".


A família Cueto, do Chile, havia concordado previamente em comprar as ações vendidas pela família Amaro, que teve sua participação direta na Latam reduzida de 12% para 10,69% com a reestruturação. Após a operação, o grupo Cueto passou a controlar 31,47% do capital acionário da Latam. Assim, as duas famílias terão um controle acionário de 28,29% da companhia, quando for concretizado um aumento de capital já aprovado, de US$ 613 milhões. Isso permitirá a entrada da Qatar Airways entre os acionistas.

Fonte: Globo.com

Avianca com internet a bordo


Na última semana, o mercado se surpreendeu com a novidade vinda da Avianca: A internet a bordo que agora é oferecida aos pax da cia!

Hoje, apenas um Airbus está oferecendo este serviço...mas, com ambição, a cia já planeja até outubro mais quatro aeronaves com este diferencial.

O serviço será oferecido em parceria com a Global Eagle Entertainment (GEE), que tem acesso a 49 satélites e disponibiliza a conexão em mais de 700 aviões pelo mundo. De 2014 até 2017, quando a primeira etapa do programa será concluída, 25 milhões de dólares serão investidos pela companhia aérea.

Avianca x GOL

Ao que parece, a cia de Efromovich saiu na frente da GOL. A expectativa inicial era que a cia laranja lançasse o serviço primeiramente, até o fim do ano. É....ao que parece, na disputa: Ponto para Avianca!

"Sinal vermelho!" Demanda doméstica no setor cai 6,1 em agosto, segundo ANAC


A demanda (em passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK) por transporte aéreo doméstico de passageiros registrou queda de 6,1% em agosto de 2016, comparada com o mesmo mês de 2015, enquanto a oferta (em assentos-quilômetros oferecidos – ASK) registrou redução de 6,3% no mesmo período. Com o resultado de agosto de 2016, a demanda doméstica completou o 13º (décimo terceiro) mês consecutivo de retração. Já a oferta doméstica apresentou a décima segunda (12ª) baixa sucessiva do indicador. No acumulado do ano, a demanda doméstica registrou queda de 6,6% e a oferta redução de 6,2% no mesmo período.

Entre as principais empresas aéreas brasileiras, apenas a Avianca apresentou crescimento na demanda doméstica em agosto de 2016, quando comparada com o mesmo mês de 2015, da ordem de 14,7%. Latam, Azul e Gol registram retração de 14,2%, 4,7% e 2,8%, respectivamente.

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) em agosto de 2016 foi da ordem de 78,8%, que representou aumento de 0,2% em relação ao mesmo mês de 2015. No acumulado do ano, o aproveitamento doméstico foi de 79,9%, frente a 80,2% do mesmo período de 2015, o que representou redução de 0,4%.

O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico em agosto de 2016 atingiu 7,3 milhões, caindo 6,5% em relação a agosto de 2015 e completando 13 meses consecutivos de queda. No período de janeiro a agosto de 2016, a quantidade de passageiros transportados acumulou redução de 8,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A quantidade de carga paga transportada no mercado doméstico foi de 27,5 mil toneladas em agosto de 2016, o que representou queda de 2,3% em relação a agosto de 2015. No período de janeiro a agosto de 2016, a carga paga doméstica transportada acumulou redução de 8,7% em relação ao mesmo período de 2015, atingindo 204,6 mil toneladas.

2017: Mais dez aeroportos serão privatizados


Meses após a Secretaria de Aviação Civil (SAC) anunciar o leilão dos aeroportos de Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador, a lista de terminais a serem concessionados ganhou mais dez integrantes: Belém, Cuiabá, Curitiba, Foz do Iguaçu (PR), Goiânia, Maceió, Manaus, Recife, São Luís e Vitória. Agora, são 14 no total.

A intenção do governo é deixar a operação de aeroportos de médio porte com a Infraero. Os terminais de grande porte serão entregues à iniciativa privada e os pequenos seriam repassados às respectivas prefeituras que, por sua vez, podem leiloar ao setor privado.

Os dez novos aeroportos serão privatizados possivelmente a partir do segundo semestre de 2017. Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador receberão investimentos de R$ 6,5 bilhões. Os editais desses quatro terminais serão publicados até o fim deste ano e os leilões devem acontecer até o fim do primeiro trimestre de 2017.

Entre as melhorias destinadas aos aeroportos, estão incluídas a ampliação da pista de pouso e decolagem, do terminal de passageiros e do pátio de aeronaves, construção de novos estacionamentos para veículos, entre outras benfeitorias.

Segundo estimativas da SAC, os quatro terminais, sendo dois no Nordeste e dois no Sul, poderão transportar, juntos, cerca de 100 milhões de passageiros ao ano até 2046 – com exceção de Porto Alegre, cuja concessão será válida por 25 anos, enquanto os demais terão 30 anos. Em 2015, eles movimentaram pouco mais de 27 milhões de pessoas.

Fonte: Panrotas
Foto: Fábio Marciel

domingo, 10 de julho de 2016

[Nostalgia] Visitando a história da VARIG

Caros/as,

Nos próximos treze minutos, vocês conhecerão um pouco da história da nossa VARIG. Comandado por Otávio Mesquita, acompanhe esta visita bem especial ao "mini" museu de Sérgio Knoch, ex-piloto da companhia e colecionador.

Você irá conferir os primeiros anúncios, primeiras passagens impressas dentre outras relíquias que marcaram a trajetória da Viação Aérea Rio-Grandense.

Aproveite!



Você tem algum artigo, foto ou vídeo e gostaria de compartilhar conosco? Fique a vontade e nos envie através do email: aviacaoeaqui@hotmail.com

Na mira! SDU e CGH podem ser privatizados


O governo vai estudar a privatização dos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ) como forma de arrecadar recursos para reduzir o rombo fiscal, afirmou o presidente interino Michel Temer ao jornal Folha de S.Paulo, em edição publicada no último domingo.

"É possível que venhamos a privatizar, vai ser analisado, Congonhas e Santos Dumont, o que deve dar uma boa soma", afirmou Temer ao jornal. Segundo ele, não há resistência na área econômica do governo para a venda dos terminais. "Também não há da minha parte."

Fonte: Veja
Foto: AeroFlap

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Air Canada deixará o GIG após Olimpíadas


Depois de um ano e meio, a Air Canada anunciou o cancelamento das operações em Toronto-Rio de Janeiro. Segundo informações do News Avia, o último voo será feito em 7 de outubro. Já não é mais possível efetuar nenhuma reserva de e para a capital no site da companhia aérea.

Durante o período da Olimpíada – de 5 a 21 de agosto - a canadense informou que irá trazer o Boeing 777-200 para aumentar a oferta de assentos. Atualmente, o Rio recebe o B767-300. O jato deve voar entre 29 de julho e em agosto nos dias 1, 3, 10, 12, 15, 19 e 22. Até o momento, a companhia não descartou a troca de aeronaves para o destino.

Em São Paulo, ao que tudo indica, a operação diária está mantida. Recentemente, a Air Canada anunciou a chegada do B787-800 Dreamliner em dezembro deste ano. Será uma rota sazonal, do primeiro dia do mês até 25 de março de 2017.

Fonte: Panrotas